Wednesday, September 28, 2005

Review > Le Fabuleux Destin d.Amelie Poulain

O cinema frances e europeu estao em boas maos , enquanto Jean Pierre Jeunet estiver vivo . Realizador deste " Amelie " , um dos melhores filmes europeus feitos ate a data , Jean Pierre Jeunet e ja mais que um realizador . E uma instituicao que ate ja tem seguidores . O filme em questao conta a historia ( para quem ainda nao sabe ! ) de Amelie Poulain , uma rapariga que desde de crianca sempre teve a capacidade de criar o seu proprio mundo . Em crianca criava.o para ultrapassar a indiferenca dos pais . Ja adulta , cria o seu proprio mundo com intuito de combater a sua solidao.
No entanto , no dia em que e anunciada a morte da Princesa Diana de Gales a vida de Amelie muda para sempre
.

Ao encontrar uma caixa , cuja existencia era por ela desconhecida , na sua casa de banho , Amelie decide , a partir daquele dia , melhorar a vida daqueles que a rodeiam . Ajuda a sua colega de trabalho . Ajuda o rapaz ajudante do vendedor , que por ele e constantemente humilhado . Ajuda a sua vizinha , que do marido nada sabe . Ajuda ate mesmo um desconhecido . Tudo sobre o olhar de um velho pintor que nao pode abandonar a sua casa , ou melhor , o seu refugio .

No entanto , Amelie nao consegue ela propria , melhorar a sua propria vida , tendo que para isso assumir a sua identidade perante o homem que gosta , que da existencia de Amelie ate a um certo dia , pouco sabe. O filme e talvez um dos mais originais feitos em territorio europeu e isso granjeou.lhe elogios ate alem fronteiras onde foi um consideravel sucesso. A direccao artistica esta ao nivel de qualquer outra producao de Hollywood . Contudo , e sendo esta uma caracteristica do cinema europeu, as personagens sao neste filme , o mais importante . As situacoes que protagonizam sao simplesmente momentos para puderem brilhar.

Aquando da sua estreia em Franca , " Amelie " foi muitissimo criticado por nao apresentar um Montmartre , bairro parisiense onde mora Amelie , mais multicultural , chegando muitos criticos de cinema ao ponto de chamar Jean Pierre Jeunet de racista .

Sao no entanto , pequenos incidentes sem importancia , perante a qualidade do filme . Os actores estao quase no limite da perfeicao , cada um a sua maneira , sem nunca cair em excessos de representacao . Audrey Tautou ( Um Longo Domingo de Noivado , tambem de Jeunet ) teve aqui uma dificil tarefa a fazer com que simpatizessemos com a sua Amelie , contudo , passados nem mesmo 15 minutos depois do inicio do filme , temos a certeza que dificilmente Jeunet teria arranjado melhor actriz para protagonizar a sua heroina . Mathieu Kassovitz ( Gothika , Os Crimes dos Rios de Purpura ) tambem tem um desempenho positivo , se bem que de vez em quando , talvez por estar a habituado a trabalhar com "materiais " mais sombrios , parece um pouco desfocado . Mesmo assim , a sua prestacao e boa . A banda sonora , da autoria de Yann Tiersen ( Goddbye Lenin ) tambem e de extrema qualidade , colocando.nos em perfeita sintonia com a accao do filme . Eis aqui entao , um dos melhores filmes e europeus de todos os tempos , de visionamento obrigatorio .

Le Fabuleux Destin d.Amelie Poulain: de Jean Pierre Jeunet , com Audrey Tautou , Mathieu Kassovitz , entre outros , 2001 , Miramax Films Europe , Zoe , 0 a 10 : 8
P.S : o nome do site onde afinal podem tirar os posters dos filmes que gostam , nao e afinal : www.inpawards.com , mas sim : www.impawards.com. Errar e humano

2 Comments:

Anonymous Anonymous said...

A really clear and useful blog, i would recommend it to all! If you are interested in guitar, go see my guitar ultimate related site.

12:31 PM  
Blogger Justify Leila said...

J'ai aimé beaucoup ce film parce qu'il ya des choses que ne s'explique pas et le monde est le monde seulement parce que la magie existe dans l'air que nous respirons,dans l'ocean, dan les coeurs, dans le ciné...
Vá agora em portuga, Amélie é daqueles filmes que é impossível não gostar,seja pelo universo criado, dando-nos a sensação do quão maravilhosos o mundo poderia ser, bastava existir uma Amélie Poulin em cada cidade, aldeia, vila...seja pela adoração que temos aos filmes modernos que nos dão a sensação de que o cinema antigo ainda a preto e branco está vivo nas cores do cinema actual, pois até temos uma Audrey Tautou que nos faz lembrar Audrey Hepburn...como se o tempo por ela não tivesse passado e a senhora continuasse no écran a procurar o seu 'Zorro' encantado!

Ah é verdade depois tens que me dar o cêntimo que prometeste!!!

1:17 AM  

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home